in

Desesperado e com uma filha faminta, ele vendia canetas até que um estranho tirou uma foto de sua filha e descobriu isto

Todo mundo está muito acostumado a receber ofertas de coisas inusitadas quando está parado no sinal esperando para seguir viagem, tem os vendedores de balas, de biscoitos, água e até canetas. Muitas vezes na pressa, nós nem reparamos nas pessoas que estão vendendo os objetos inusitados. 

Um estranho fotografou um homem que vendia canetas com a filha nos braços e, como tudo mundo sabe e já ouviu, uma imagem vale mais que mil palavras. 

O homem fotografado era Abdul Halim Attar, um pai solo que trabalhava em uma fábrica de chocolates no Líbano, mas em consequência da guerra que vem acontecendo na Síria foi obrigado a ir para um campo de refugiados chamado Yarmouk. 

Abdul decidiu vender a única coisa que ele tinha naquele momento, canetas e teve de levar a filha junto nos braços. No entanto a vida de Abdul acabou se cruzando com a de Símonarson, que pediu para fotografar o homem e posteriormente postou em suas redes sociais e pedindo para que as pessoas compartilhassem a imagem. 

A fotografia que retrata a realidade terrível enfrentada por Abdul e sua filha se espalhou rapidamente pelas redes e gerou uma grande comoção entre os que conheceram a história dele, com toda a repercussão começou-se uma procura por ele que em pouco tempo foi localizado com a ajuda de jornalistas locais. 

Foi criada ainda uma conta a fim de arrecadar fundos para Abdul que acabou contando com a caridade de muitas pessoas e recebendo mais de 750 mil reais.